6.png

BLOG FATOR V

EXPERIÊNCIAS SUSTENTÁVEIS E DE BEM-VIVER

Uma vida ao som da música


Desde criança sempre ouviu boa música em casa. Nasceu em 1982, mais ou menos no mesmo período em que o cantor Fernando Mendes despontava com músicas de pura poesia.


Desde então seu pai (Seu Neco, um artista inato) começou a colecionar todos discos de vinil do cantor Fernando mendes, e entre outros cantores da época como José Augusto, Leonardo Sullivan, Paulo Sérgio, dentre outros, o que influenciou completamente a vida de Ivo.


Ele via capas desses discos estampadas nas paredes de casa, e passava o dia brincando e ouvindo aqueles artistas.


Sua família morava no sertão, no interior de itapiúna, e após alguns anos foram morar no centro de itapiúna onde Ivo, já pelos 9 anos de idade, conhecia a obra do tio Raimundo Mundola (já falecido) que era sanfoneiro.


Ivo não teve oportunidade de conhecê-lo, mas sua obra e suas composições o influenciaram mais ainda para a musicalidade, além de ter ficado encantado com a história do tio com Luiz Gonzaga. Eles ficaram amigos e Luiz Gonzaga chegou inclusive a presenteá-lo com uma sanfona.

Já aos 14 anos de idade (re)surgiu em itapiúna o projeto de reativação da banda de música municipal, após anos desativada. Logo que soube "do boato" através dos seus amigos da escola buscou saber como fazia para participar.


Infelizmente não havia mais vagas naquele momento, então Ivo via alguns amigos passando com aqueles instrumentos na maletinha (case) e continuava sonhando em um dia fazer parte daquele universo.


De sua casa dava pra ouvir o som dos alunos aprendendo os instrumentos o que o fazia depois perguntar aos amigos que faziam parte da banda como era estudar aqueles instrumentos. O desejo era tão forte que Ivo não desistiu e logo que abriram novas inscrições, imediatamente pediu à sua mãe (Dona Leó) que de pronto lhe incentivou.


Finalmente ele estava inscrito na escolinha e foi onde conheceu seu primeiro professor e maestro, o saudoso Maestro Jairo Cláudio Silveira.


Ivo então passou na seleção da prova de teoria da banda e só depois de algumas semanas de teoria e partitura é que recebeu seu instrumento para aula prática (para finalmente soprar, como ele mesmo diz).


Seu primeiro instrumento de sopro foi o trompete, com o qual passou 6 meses estudando, porém, o maestro disse que aquele não seria o seu instrumento ideal, e lhe passou o clarinete.


Confesso que no trompete não desenvolvi muito, mas no clarinete foi muito rápida a adaptação. Fiquei estudando o clarinete durante 3 anos, depois do clarinete passei a estudar o saxofone alto, e pela similaridade da digitação do clarinete e do saxofone, foi também fácil a adaptação.

Desde então com saxofone passou a atuar profissionalmente como professor, maestro, bandas e finalmente músico independente até os dias atuais. São portanto, 25 anos no mundo profissional da música, com muita gratidão a todos que o incentivaram, influenciaram e inspiraram na vida e na música.


A música me ensinou não só a ser um bom músico, mas com certeza me ensinou também a ser um bom ser humano. Gratidão a música na minha vida!

Planos pro futuro


Atualmente Ivo incorpora sua arte nos projetos do Fator V junto comigo, além de continuar atuando de forma solo como músico.


Em seus planos está o Instituto NICE onde pretende ensinar crianças a conhecerem os instrumentos musicais abrindo novas possibilidades través da arte e cultura, além disso, o instituto será uma homenagem à sua mãe de quem herdou o DNA do amor ao próximo.



#musica #arte #versos #sustentabilidade #greenfluencer #blog #influencer #fatorv


Siga: @fatorv.oficial | @magdamaya_ | @ivosousa_sax |


Magda Helena Maya

Escritora | Greenfluencer

Dra. em Desenvolvimento e Meio Ambiente