6.png

BLOG FATOR V

EXPERIÊNCIAS SUSTENTÁVEIS E DE BEM-VIVER

15 dicas para bem-viver




O Bem-Viver é uma filosofia de vida (ou cosmovisão), típica do alguns povos da América Latina - mais precisamente povos Andinos - que tem como base o respeito à vida em todas as suas manifestações.


Para estes povos a Terra é mais do que simplesmente o lugar onde se vive. Ela é sagrada e deve ser amplamente preservada e respeitada, bem diferente das culturas onde o que manda são as leis do mercado.


O pesquisador Paulo Suess (2010) aprofunda explicando que o termo Bem-Viver vem da expressão "Sumak Kawsay" que expressa um paradigma de origem quéchua (povos originais dos Andes). Contudo, não se trata de uma definição ou "tradução" simples uma vez que o significado do termo possui diversas dimensões e guardam bases de um pensamento não deturpado por colonizadores.


É, portanto, ao mesmo tempo uma cosmovisão pré-colonial/tradicional e uma forma de resistência na atualidade. Resistência especialmente aos abusos do capitalismo e da globalização.


Vale ressaltar que o Bem-Viver abrange um ideal de convivência harmoniosa entre cosmo, natureza e humanidade, possuindo um tom de materialidade manifestada por meio das boas relações entre os humanos e tudo que lhes cerca e um tom de espiritualidade, uma vez que o que se busca é a paz e o bem-estar.


Toda essa noção, se apresenta em contraposição ao modelo atual de desenvolvimento das sociedades pautadas nas ideias de consumo e descarte, e de que a natureza é apenas um "recurso natural". Porém, quando admitimos a completa falência do atual sistema e o despertar das pessoas para a insatisfação e infelicidade impostas pelo mercado capital, o Bem-Viver poderá deixar de ser uma "resistência" para se tornar a única via de saída possível.


Mas, como praticar o Bem-Viver no dia-a-dia?


Não há uma receita de bolo nesse caso, uma vez que cada indivíduo tem sua própria realidade e cultura, contudo, selecionei algumas das ações que venho praticando em minha própria vida e que podem valer a pena para você também:


01 - Avaliar se sua situação atual de vida é compatível com os anseios de seu espírito;


02 - Avaliar seus gastos e identificar o que você de fato precisa minimamente para não passar privações;


03 - Adotar uma lógica minimalista, evitando endividamentos de todo tipo (aprenda a só comprar o que realmente precisa e de preferência à vista);


04 - Buscar realizar diariamente uma meditação, uma leitura e/ou uma pausa total, sem necessidade de criação ou ação alguma;


05 - Buscar se conectar com a natureza, seja indo a uma praia ou parque, seja cultivando algumas plantas, seja criando algum animal de estimação;


06 - Realizar todos os dias atividades que lhe tragam sensação de alegria (também conhecido como sensação de estar vivo). A dança é sempre uma excelente possibilidade, uma vez que é lúdica e não envolve grandes esforços físicos;


07 - Buscar uma alimentação mais natural, eliminado pouco a pouco os alimentos processados e ultraprocessados;


08 - Tentar ajudar pelo menos uma pessoa por dia, seja com uma ação, seja com uma palavra;


09 - Realizar todos os autocuidados possíveis com seu corpo e mente: do skincare à terapia (todos nós precisamos de terapia para obter autoconhecimento).


10 - Reduzir drasticamente o número de horas conectado com telas, seja de celulares, seja televisão;


11 - Evitar fazer refeições no "piloto-automático" sem apreciar o sabor e a temperatura dos alimentos;


12 - Beber muita (mas muita) água diariamente;


13 - Evitar assistir conteúdos violentos de qualquer tipo;


14 - Dialogar sempre que possível (e com a máxima atenção) com idosos e crianças;


15 - Todas as manhãs, sorrir e agradecer por estar vivo e respirando.


Agora me fala aqui nos comentários, quantas dessas ações você já tem praticado?


Fica por aqui que muito conteúdo sobre este tema ainda virá.


Assista também o vídeo que fiz sobre o tema para as redes sociais e se possível, se inscreve no meu canal do youtube.


https://youtu.be/t25HXQCAKvQ


Fonte da citação: SUESS, Paulo. Elementos para a busca do Bem Viver (Sumak Kawsay) para todos e sempre. 2010.


Afetuosamente,

Magda Maya